Adoção de IaaS em Portugal: agora sim!

European Voices3 minutes readJan 29th, 2014
SHARE +

Ao longo das diversas visitas que tenho feito a clientes, de norte a sul de Portugal, tem sido evidente que existe, finalmente, uma recetividade mais generalizada, junto dos seus departamentos de TI, quanto à adoção de IaaS em Clouds Públicas. Já é, manifestamente, menos frequente recolher o comentário: “Não gosto e tenho receio da Cloud”. Ainda acontece, mas houve aqui uma clara inversão e passou a ser a exceção! Parece que é desta!

O facto de as organizações reconhecerem muitos benefícios nas soluções de virtualização, leva-as a refletir sobre o próximo passo, que consiste, fundamentalmente, na libertação das questões mais relacionadas com a infraestrutura de suporte aos seus serviços de informação, focando-se naquilo que é o serviço prestado aos utilizadores e às organizações, com um maior alinhamento às necessidades do negócio.

Curiosamente, também em organismos públicos, tenho visto vários projetos a avançarem com IaaS em cloud pública, havendo já um ou outro caso de adoção generalizada, prescindindo essas organizações de um data center nas suas instalações.

Os cenários de IaaS que constatei que mais motivam a adoção destes serviços têm sido:

  • A capacidade de fazer backups para fora do seu data center (colocar uma cópia off-site);
  • Disaster recovery a preços muito competitivos, dado que se é cobrado apenas pelo espaço que se consome, estando a capacidade de computação adormecida e que só será taxada se vier a ser necessária a recuperação, pelo período de tempo que fizer sentido;
  • Clientes cujo volume de informação cresce, facilmente, e que utilizam uma tier de armazenamento destinada a arquivo, a preços muito cativantes;
  • Serviços com picos de computação variáveis ao longo do tempo, em que a flexibilidade de cloud permite pagar pelo real consumo, sem a necessidade de elevados recursos alocados para picos esporádicos e com melhores tempos de resposta;
  • Necessidade de maiores níveis de computação ou de se descontinuar alguns contratos de manutenção antigos e com uma fatura representativa, escalando-se o data center para o fornecedor, por intermédio de uma VPN.

Finalizando, tem sido gratificante perceber que os clientes estão mais cientes que a adoção de IaaS em cloud pública lhes pode trazer um maior dinamismo, flexibilidade e eficiência, desde que devidamente acompanhados na sua implementação/manutenção para não se descurar nos riscos associados, estando a Unisys naturalmente disponível para ser parte integrante desse sucesso!

Tags-   armazenamento Cloud Data center Disaster recovery IaaS infraestrutura pública virtualização